blog

Voltar


SEIS MESES SE PASSARAM E… O QUE VOCÊ FEZ ESTE ANO?
Publicado em 07.07.2015 // 0 Comentário

Em dezembro de 2014, fiz um post sobre as famosas promessas de fim de ano. Aquelas que a gente jura cumprir durante os 365 dias seguintes. Os meses foram se passando e, ufa, aqui estamos: metade de 2015 já é passado e logo estaremos fazendo as promessas para 2016. Mas afinal, quais metas prometidas para este ano foram alcançadas? O que ainda dá tempo de colocar em ordem para evitar a frustração nos últimos dias de dezembro? Como fazer isso?


O Coaching – método de desenvolvimento pessoal – tem essa função e é uma ótima forma de trabalhar determinadas questões. Muitos de meus clientes me procuram para auxiliá-los nisso. Abaixo, listo algumas dicas inspiradas no Coaching para ajudar a colocar em ordem os objetivos.


1. Defina o que deseja e entenda por que deseja. Pode ser uma questão difícil, porém é crucial. São as razões que fazem persistir, mesmo diante de obstáculos.


2. Estabeleça prazos! Essa atitude é fundamental para fazer as coisas acontecerem. Quando estabelecemos um prazo, conectamos o objetivo a um tempo estabelecido. Relembre suas maiores promessas e datas pré-estabelecidas e reorganize-as em sua agenda.

3. Identifique prioridades e prepare-se para imprevistos. Mais importante do que conquistar o que foi estabelecido, é estabelecer algo tão importante que não o faça desistir diante das dificuldades. Opte por aquilo que faz o coração vibrar. 


4. Estabeleça um objetivo com tempo definido e uma dose de desafio. Isso o tornará mais atento às oportunidades que surgem. Um objetivo bem definido e com forte significado pessoal traz foco e atenção ao que é importante. Só assim as coisas acontecem. 


5. Seja gentil consigo mesmo. Estabeleça níveis moderados, algo que não seja fácil demais ou muito difícil. Um nível médio de desafio te manterá alerta e focado, mas com certeza da possibilidade em chegar lá. 


6. Saiba a diferença entre insistir e persistir. Insistir tem a ver com a teimosia em fazer a mesma coisa sem saber o real motivo de fazê-la. Diferentemente de persistir, em insistir não há foco. Portanto, persista. É persistindo que estabelecemos o que queremos, podendo tentar várias vezes da mesma forma ou mudando a estratégia para conseguir chegar ao objetivo final. 


7. Questione-se e especifique suas metas de forma clara. Todo mundo quer ser feliz, mas afinal, o que é ser feliz? Como posso identificar que alcancei meu objetivo? Quero ter independência financeira… mas o que isso significa? Quanto preciso ter para isso? Estabelecer e especificar detalhadamente os desejos, faz parte do que significa ser motivado.


8. Avalie o que foi feito corretamente e trouxe resultados. Mas, também avalie o que fugiu do controle. Dessa maneira você identificará exatamente quais foram suas forças e pontos fracos, e saberá como superá-los quando aparecerem. É fundamental focar naquilo que se tem de melhor para “capitalizar sobre aquilo” que não é tão bom assim.


Ainda há tempo. Tenha foco, vá para a prática e faça algo por si mesmo. Até o próximo post! 

Gostou deste post? Compartilhe!


0 comentário(s)


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

83 + = 86

Assine a Newsletter

Assine e receba meus artigos por e-mail.