blog

Voltar


O que autoestima tem a ver com negócios?
Publicado em 30.11.2016 // 0 Comentário

De acordo com o historiador Peter Burke, “a autoestima é o conceito mais estudado na psicologia social” e “a chave para a convivência harmoniosa no mundo civilizado”. E  infelizmente muitos brasileiros padecem por falta de amor próprio.

Segundo Estudo da International Stress Management Association no Brasil (Isma-BR), 59% dos brasileiros têm pouca autoconfiança.

A baixa autoestima pode ser uma grande ameaça no mundo dos negócios. Algumas empresas já estão atentas e buscam fórmulas para reforçar a confiança dos funcionários, promover o equilíbrio das equipes e manter ambientes saudáveis a fim de gerar melhores resultados.

Já percebeu como algumas pessoas têm dificuldade de dizer um simples “obrigado” e receber alegremente um elogio ou um presente? Geralmente ao fazer um elogio, ouvimos um “não precisava” ou “ah, imagina!” ou “foi tão baratinho”. Esse tipo de resposta pode significar ausência de autoestima.

Autoestima é a opinião que você tem de si mesmo. Quem tem uma boa autoestima sente que está no lugar certo, se sente capaz de fazer coisas novas e acredita que dará certo. Não sente medo de tentar e se arriscar. Já a baixa autoestima faz com que algumas pessoas sintam que não são capazes o suficiente para receberem um elogio. Elas não acreditam em si mesmas e, consequentemente, não acreditam no que os outros falam sobre elas.

Acreditar em si mesmo não é uma característica nata. A autoestima vai sendo moldada ao longo da nossa vida, de acordo com as experiências que vivemos. A maneira como vivemos nossa infância e adolescência podem ser decisivas para a construção de uma base para o resto de nossas vidas.

Sintomas de baixa autoestima

  • Sentimento exagerado de culpa
  • Sentimento de inadequação às situações ou ambientes
  • Levar as críticas para o lado pessoal
  • Tendência a relacionamentos destrutivos
  • Excesso de crítica, frustração e insatisfação
  • Sentimento de inferioridade e vulnerabilidade emocional
  • Agressividade por sentir-se ameaçado por pessoas ou situações
  • Necessidade de autoafirmação e vive para agradar os outros o tempo todo
  • Busca o perfeccionismo porque não suporta ouvir críticas

E sua autoestima, como está?

Confira esse teste inspirado em uma avaliação elaborada pela Ana Maria Rossi, PhD, Presidente da International Stress Management Association no Brasil-ISMA-BR (http://noticias.uol.com.br/quiz/como-anda-sua-autoestima)

E para elevar a autoestima você pode fazer a Terapia do Espelho

A terapia do espelho é um método que ajuda no autoconhecimento. Os exercícios são feitos em frente ao espelho. O objetivo é investigar o que está por trás do seu comportamento.

Etapa 1: o que consigo fazer para alcançar meus objetivos? Estou no caminho certo para isso? Pense nas áreas da sua vida: família, profissão, relacionamento, lazer.

Etapa 2: vá para um lugar calmo e reservado. Em silêncio, olhe no espelho e faça o confronto entre o que há de bom e de ruim em você mesmo e o quanto isso influencia no seu dia a dia.

Etapa 3: não se fixe na aparência. Vá além dela, pense nos seus pontos fortes e lembre-se dos episódios difíceis que você superou. Os problemas vão se tornar pequenos e sua autoestima cresce.

Etapa 4: não estar satisfeito consigo mesmo é natural. O ser humano gosta de mudar. Use isso a seu favor e se dedique a um projeto de transformação.

Etapa 5: não tenha vergonha de si mesmo nem de suas emoções. Faça o que sentir vontade: chore, dê risada e procure conhecer seus sentimentos. Por que eles surgem em determinados momentos? O espelho reflete tudo e fica mais fácil de entender.

Etapa 6: na frente do espelho comece a olhar para si mesmo. Aos poucos comece a explorar o seu interior. Seus atos correspondem aos seus desejos?

Etapa 7: questionar a si mesmo é essencial. As perguntas certas são o primeiro passo para descobrir seus desejos e planejar como eles podem se realizar.

Etapa 8: no começo faça terapia diariamente, antes de dormir e ao acordar. Passe alguns minutos na frente do espelho e tente dar mais valor às suas vontades. Aos poucos, suas atitudes vão entrando em sintonia com os seus sentimentos.

Fonte / vídeo: site Minha Vida

Gostou deste post? Compartilhe!


0 comentário(s)


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

66 − = 63

Assine a Newsletter

Assine e receba meus artigos por e-mail.