blog

Voltar


Como a Inteligência Emocional pode fazer sua carreia decolar
Publicado em 14.12.2016 // 0 Comentário

O que vem impedindo você de começar a dominar suas emoções? A Inteligência Emocional pode ser desenvolvida, treinada e aprimorada com a construção de novos hábitos, novas formas de pensar e se comportar. Livre-se dos velhos padrões e se abra para uma nova atitude de vida mais leve e flexível.

Inteligência Emocional (IE) é um conceito criado pelo psicólogo Daniel Goleman, relacionado à chamada “inteligência social”. Um indivíduo emocionalmente inteligente é aquele que consegue identificar as suas emoções com mais facilidade. De acordo com o psicólogo, existem cinco elementos que devem ser trabalhados para desenvolver uma mente emocionalmente inteligente: autoconhecimento, autocontrole, motivação, habilidades sociais e empatia.

Em seu livro Inteligência Emocional, o autor mostra que o QI de uma pessoa não é garantia de sucesso e felicidade. No Brasil, o livro de Goleman tronou-se um verdadeiro fenômeno editorial, com mais de 400 mil exemplares vendidos. Utilizando inovadoras pesquisas cerebrais e comportamentais, Goleman, PhD pela Universidade de Harvard, mostra porque pessoas de QI alto fracassam, e outras cujo quociente é mais modesto apresentam uma trajetória de vida de sucesso. Ele mostra como a inteligência emocional pode ser alimentada e fortalecida principalmente na infância, período em que a estrutura neurológica está em formação.

Pessoas que fazem uma boa gestão das suas emoções são vistas “com bons olhos” dentro das organizações. São indivíduos diferenciados e, muitas vezes, até mais valorizados por essa característica do que por seu raciocínio lógico e conhecimento técnico.

Mas, nem todas as pessoas conseguem dominar suas emoções e agir com equilíbrio em momentos de frustração, pressão ou estresse, principalmente no ambiente de trabalho. A boa notícia é que é possível desenvolver essas características para ter um comportamento que conte pontos a seu favor.

7 insights para você começar a trabalhar sua inteligência emocional:

  1. Conheça seus sentimentos e reações.
  2. Defina, com antecedência, estratégias para dominar suas reações em situações estressantes.
  3. Identifique seus pontos vulneráveis e trace um plano para minimizá-los ao máximo.
  4. Estabeleça metas tangíveis, mas ainda assim desafiadoras, respeitando seus valores, limites pessoais e profissionais.
  5. Não busque o perfeccionismo exagerado que pode levar à baixa produtividade e frustração.
  6. Busque ser empático e demonstre interesse pela vida do próximo, construindo relacionamentos fortes e saudáveis.
  7. Faça algumas ações para melhorar o clima do seu local de trabalho. Neutralize pessoas negativas e se aproxime das pessoas que tem boa energia.

Todos as pessoas têm a possibilidade de melhorar e desenvolver qualquer uma das habilidades destacadas por Goleman. Leia mais sobre este tema no site da Sociedade Brasileira de Inteligência Emocional.

Gostou deste post? Compartilhe!


0 comentário(s)


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

1 + 2 =

Assine a Newsletter

Assine e receba meus artigos por e-mail.