blog

Voltar


A história de inovação e relacionamento da Starbucks
Publicado em 30.12.2015 // 0 Comentário

Uma reunião de negócios, um encontro entre amigos, ou uma parada rápida para um café. Independentemente da ocasião, é bem provável que você já tenha vivenciado alguma experiência na Starbucks, rede de café americana inaugurada em 1971, em Seattle, e que hoje conta com milhares de lojas espalhadas em todo o mundo. 

 
Ok, Veruska. Mas é só uma cafeteria! O que tem demais nisso?
Ao longo dos anos, Howard Schultz, CEO da Starbucks, com seu olhar altamente estratégico, envolveu a empresa em diversas ações que a diferenciava claramente dos cafés convencionais. Em 1997, por exemplo, a companhia inaugurou a Fundação Starbucks, com um programa global de alfabetização. Em 2001, colocou em prática a orientação de comercializar apenas produtos de fontes éticas de produção de café e criou o Cartão Starbucks, inovando mais uma vez com um programa de fidelização de clientes. 
 
No Brasil, a empresa chegou em 2006, mas imediatamente virou febre entre o público jovem e executivo. Sim. Dois públicos diferentes, que comprovam a força e abrangência da marca Starbucks. Nesse mesmo ano, a empresa lançou o primeiro copo de fibra reciclada, evitando o corte de mais de 75 mil árvores. 
 
Mas, e o atendimento?
Quem frequenta ou já esteve alguma vez em uma loja da Starbucks, sabe da preocupação que a empresa tem com seus clientes. Um dos principais destaques é a prática de escrever nos copos com um rostinho e chamar o cliente pelo seu nome, substituindo o uso de senhas e fazendo com que o consumidor se sinta especial. Acredite, por mais simples que seja a ação, isso pode impactar profundamente alguém que esteja ali com um problema ou preocupação. São pequenos gestos que fazem toda a diferença no nosso dia a dia.
 
O resultado reflete na expansão da Starbucks pelo mundo. Já são mais de 17 mil lojas espalhadas em 55 países, fazendo da marca um fenômeno no mercado. Tudo isso graças às atitudes tomadas pelo presidente no início.
E você, o que tem feito aos clientes para que a sua empresa seja destaque entre a concorrência? 
 

Gostou deste post? Compartilhe!


0 comentário(s)


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

84 − = 77

Assine a Newsletter

Assine e receba meus artigos por e-mail.