blog

Voltar


5 passos para o sucesso: o que aprendi com o câncer de mama
Publicado em 21.09.2016 // 2 Comentários

A psicologia organizacional e a geração de novos negócios são áreas que me encantam e fazem meu coração vibrar.

No Sebrae, tive contato com inúmeros empreendedores e meu foco era aperfeiçoar o desempenho deles. Muitos já estavam nesse caminho, mas com a minha ajuda e, por meio da consultoria de imagem que eu aplicava, eles passaram a expor suas habilidades mais rapidamente.

Trabalhei com negócios na área de psicologia desde que me formei e, como sempre gostei de estar com grupos de pessoas e ver a possibilidade de desenvolvê-las, decidi também pela formação em Coaching. Em 2004, comecei a atuar no Empretec, metodologia desenvolvida pela Organização das Nações Unidas (ONU), ministrada em mais de 27 países e, que no Brasil é ministrada pelo Sebrae.

Minha carreira também estava se transformando e, como Coach, passei a desenvolver as pessoas que estão por trás dos negócios. Aprendi que os negócios vivem porque as pessoas fazem acontecer. Passei a trabalhar com a área de vendas de empresas de varejo aplicando técnicas de coaching e de consultoria de imagem, com o objetivo de aprimorar a alta performance daqueles profissionais. Minha estratégia de trabalho deu muito certo porque, na realidade, está tudo interligado.

Essa experiência reforçou minha atuação na área de desenvolvimento de negócios e relacionamento com o cliente, que atualmente são os meus pontos fortes.

Quando menos é mais

Em agosto de 2015, com meu primeiro filho recém-nascido, recebi a notícia de um câncer de mama. Foi como se eu tivesse levado um soco no estômago. Pensei que fosse morrer. Primeiro veio o susto e o pânico. Eu tinha histórico familiar e, inclusive, meu pai faleceu com câncer.

Depois do susto eu parei para raciocinar. Logo comecei a entender o processo que estava acontecendo comigo. Percebi que, na verdade, tinha uma oportunidade de ouro nas mãos. Poderia aplicar, na minha própria vida, o que eu já fazia com os meus clientes de coaching. Não era nada diferente do que eu já conhecia. Então, comecei a colocar na prática o que eu fazia com eles.

Parêntesis

Nunca fui uma mulher religiosa, mas sempre acreditei na minha possibilidade de transformar as situações. Foi assim que, um certo dia, falei para mim mesma: “Não vou morrer coisa nenhuma! Daqui ninguém me tira e eu sou dona do meu corpo”.  E então transformei o acesso de raiva em motivação.

Ficou claro que a minha força interior foi o que fez com que eu mudasse. Por meio da dor aprendi que tudo na vida envolve paixão é fé. Descobri que quando a gente foca, de verdade, as coisas acontecem.

5 passos básicos e decisivos para o sucesso:

1. Paixão e fé: a minha família me deu força para operar essa mudança. Queria estar com a minha família e ver meu filho crescer. Essa motivação veio de dentro e eu fiz minha transformação não para eles, mas sim por eles. Ter paixão e fé significa querer muito alguma coisa e acreditar, com todas as células do corpo, que vai dar certo.

2. Foco: isso muda qualquer realidade. Precisamos ter metas e objetivos bem definidos para saber aonde queremos chegar e como vamos fazer.

3. Empenho e trabalho: nada cai do céu e não existe mágica. A gente tem que fazer acontecer e enfrentar cada situação.

4. Persistência: quando sabemos aonde queremos chegar conseguimos mudar as estratégias até alcançar os objetivos. A persistência faz com que a gente supere os obstáculos.

5. Parceria: buscar ajuda é fundamental. Família, amigos, clientes, um padrinho ou uma madrinha podem nos auxiliar muito. Eles nos lembram dos nossos objetivos e nos ajudam a levantar e ultrapassar os obstáculos. O carinho que recebi das pessoas fortaleceu meus objetivos e me impulsionou para voltar à vida normal. Para receber basta estar aberto para pedir.

Não vamos a lugar algum se não estivermos aptos a aprender, sempre! Pare e pense:

  1. O que a situação está me mostrando?

  2. O que eu vou a aprender com essa situação?

O que nos torna humanos melhores é o fato de podermos aprender com nossas experiências. Por mais difíceis que elas pareçam, depois que as enfrentamos, saímos fortalecidos.

A doença me trouxe a oportunidade de enxergar as coisas sob outro ponto de vista. Passei a estabelecer novos valores, metas e tomar novas decisões. Tudo começou a ter um novo significado para mim.

Termino esse artigo com a minha Frase de Nocaute:

Quando penso que cheguei ao meu limite descubro que tenho forças para ir além.

(Ayrton Senna)

Veruska Olivieri 5 passos para o sucesso: o que aprendi com o câncer de mama

Gostou deste post? Compartilhe!


2 comentário(s)

veruska
27 de setembro de 2016 às 16:16

Obrigada, Jane. Muito feliz com sua mensagem e apoio. Continue acompanhando o blog e compartilhando os artigos. Espero realmente poder ajudar outras pessoas. Um grande beijo.

JANE DO NASCIMENTO PEREIRA
21 de setembro de 2016 às 20:31

QUERIDA VERUSKA, COMO FOI LINDA SUA TRANSFORMAÇÃO, E TIVE OPORTUNIDADE DE CONHECÊ-LA NESTA SUA ETAPA. ESTIVE UM POUQUINHO PRÓXIMA A TI E PUDE APRENDER MUITO COM SUA AUTO ESTIMA E IMENSA VONTADE DE VENCER. PARABÉNS! VENCEU E HOJE ESTÁ DANDO UM DEPOIMENTO COM MUITO ESTIMULO PARA MUITAS MULHERES QUE SE ENCONTRAM NA MESMA SITUAÇÃO. CONTINUE BRILHANDO SEMPRE. BEIJOS E SAUDADES.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

7 + 3 =

Assine a Newsletter

Assine e receba meus artigos por e-mail.